segunda-feira, 24 de outubro de 2016

FILME: Tara Maldita (1956) baseado no livro Menina Má de William March



FICHA TÉCNICA
Título Original: The Bad Seed
Ano: 1956
Dirigido por: Mervyn LeRoy
Duração: 129 minutos
Gênero: drama, mistério, terror
País de origem: Estados Unidos


Assisti esse filme porque foi baseado no livro "Menina Má", de William March, publicado no Brasil pela DarkSide Books. Eu não li o livro, mas ouvi dizer que o filme é bastante fiel ao livro.




O filme vai contar a história de Rhoda, uma "adorável" garotinha de 8 anos. Digo "adorável", entre aspas, pois na verdade ela tem esse jeito apenas para enganar e manipular as pessoas. Logo no início do filme, já percebemos que sua mãe apesar de perceber que a filha age de forma dissimulada, não resiste aos encantos da menina.

Rhoda é muito amada pela vizinha, que aliás é uma senhora que adora estudar sobre psiquiatria e mentes assassinas, por isso ela recebe em sua casa vários amigos para discutir esses assuntos. Essa vizinha também tem um empregado que por ser um psicopata, entende perfeitamente a mente de Rhoda e tenta desmascará-la, mas a menina é bastante inteligente e nem parece uma criança.


Tudo fica ainda mais estranho quando Rhoda acha injusto um colega de escola ganhar uma medalha de melhor caligrafia, quando ela acha que merecia o prêmio e o garoto não. Então, durante um piquenique da escola, próximo à um lago, a medalha do menino some e ele é encontrado morto afogado, uma morte misteriosa que vai levantar suspeita de várias pessoas, inclusive da mãe de Rhoda. À partir daí, a mãe de Rhoda começará a investigar e confrontar a filha, percebendo o jeito que a menina age e os outros crimes que já cometeu, desde bem jovem.

Sobre o autor do livro, William March, há relatos de que ele era uma pessoa bastante perturbada e morreu dias depois da publicação do livro que baseou este filme. 


O filme é muito interessante, adoro filmes e livros que retratam crianças psicopatas, pois isso realmente existe. O ponto negativo do filme é a duração, que poderia ser menor, já que algumas cenas se arrastam além do necessário. Outra coisa que achei estranho foi o machismo intrínseco no filme (as relações dentre a mãe de Rhoda e os homens), que fico de queixo caído, mas que fazia parte do contexto da época. Apesar disso, recomendo o filme, é muito interessante.
Nota: ★ ★ ★ ☆ ☆

Próximo Post
Anterior Post

0 comentários: